Jogamos

Análise: Bezier (PC) é um game alucinante e cheio de ação

Tiros, explosões e escapadas radicais te esperam em Bezier.




Na maior parte do tempo nossa atenção é focada em grandes títulos e lançamentos, tais como Dark Souls 3, The Division, Overwatch, entre outros. Por conta disso, deixamos passar a oportunidade de apreciar games super bacanas, e Bezier (PC) é um destes.

Quando rodei o jogo pela primeira vez, lembrei-me de um episódio da série Chuck; Nele, o agente Chuck Bartowski deveria zerar o game Missile Command, ao som de Tom Sayer da banda Rush, a fim de conseguir um código secreto para desativar uma bomba.

Essa ligação da lembrança do episódio de Chuck com o game Bezier ocorre devido à jogabilidade alucinante que este apresenta. Desenvolvido por Philip Bak e distribuído pela Niine Games, Bezier é um indie shooter cheio de ação com uma trilha sonora arrasadora.

A grande fuga

Bezier se passa no futuro dentro de um super computador subterrâneo, algo parecido com uma Arca de Noé, mas algo saiu errado e você precisa fugir do lugar. De dentro de sua nave, você deve sobreviver a quinze zonas, destruindo centenas de inimigos no processo. Em seu encalço estará Magus Domus, uma espécie de sentinela que tentará te destruir de todas as formas possíveis.

 O jogo apresenta ação do início ao fim, não possuindo pausas entre uma zona e outra. O único momento de sossego ocorre enquanto você aguarda pela chegada de mais inimigos para serem pulverizados pelos seus canhões.


Além da ação frenética, o jogo aborda em sua narrativa temas filosóficos, como o homem, Deus e amor. A história vai sendo contada através de cada zona e em muitos momentos você se emocionará com o desenrolar dos acontecimentos.

Uma pista de dança psicodélica

O jogo não possui gráficos realistas, mas está longe de ser um jogo feio. Eu chamaria de uma obra de arte, pois com traços simples, somados a efeitos super coloridos de luz e brilho, ele se torna belíssimo e envolvente.



Todos os elementos combinados entre si que aparecem na tela fazem de Bezier um game sem igual. O placar no topo da tela instiga a ação: você vai destruindo os inimigos e o contador vai aumentando, passando da casa dos milhões. Os tiros e explosões cheios de efeitos visuais são super atraentes aos olhos. Centenas de inimigos vindo em sua direção pintam a tela das mais variadas formas.

A trilha sonora é empolgante e cheia de elementos variados, desde sintetizadores a instrumentos de orquestra. Ela se encaixa perfeitamente no desenrolar da história e nos momentos chaves do jogo, enriquecendo o gameplay.



As músicas do game são tão especiais a ponto de existir uma jukebox, acessada pelo menu, onde você pode ouvi-las enquanto os créditos aparecem na tela com efeitos luminosos de fundo. Quando você for dar aquela festinha em sua casa, acesse a jukebox de Bezier, apague as luzes e você terá uma discoteca na sala de estar.

Uma pitada de RPG

Destruir inimigos, completar objetivos e coletar armas oferecem pontos de experiência que fazem você subir de nível, cada nível oferece um ponto de upgrade que pode ser utilizado para aperfeiçoar sua nave. Os upgrades são de efeito passivo e oferecem várias melhorias, como aumento de dano, aumento de defesa, aumento de velocidade e muito mais.
Conquistas
Outra forma de ganhar aperfeiçoamentos é realizando conquistas. Cada conquista realizada oferece um bônus passivo, geralmente relacionado ao objetivo da conquista. Vencer uma zona sem levar danos, por exemplo, libera a conquista que aumenta a velocidade da sua nave.

O jogo conta com um arsenal bem variado. Além dos canhões primários, você pode contar com um canhão de mira automática que, apesar de sofrer com a rápida sobrecarga, é essencial em diversas situações.
Bônus passivos


Ao destruir os escudos espalhados pelo jogo, você poderá adquirir armas especiais com efeitos diversos, desde uma torre que te auxilia no combate até um campo de força que não permite que nenhum inimigo se aproxime. Estas armas especiais possuem pouca munição e cooldown, então seu uso deve ser estratégico para aproveitá-las ao máximo ou para escapar das piores situações.

Determinados inimigos possuem o poder de atingir a sua nave com status negativos, tais como: mute, impedindo-o de atirar; confusion, atrapalhando a sua mira; overhead, sobrecarregando seus canhões; e reverse, alterando a direção em que sua nave se move.



Todos esses elementos enriquecem a jogabilidade e fazem com que Bezier se destaque dos outros jogos do gênero.

Para todos os gostos

Bezier possui três modos de jogo: Campanha, a aventura principal com todo o desenrolar da história; Endurence, uma sessão com infinitas ondas de inimigos; e Daily, uma aventura diária com alguns objetivos simples.

Campanha é onde a história é contada. Seu objetivo é destruir os escudos que impedem a sua fuga antes do tempo acabar, caso contrário é game over. A ação acontece por quinze zonas com dificuldade progressiva, quanto mais longe você chegar, mais difíceis serão os inimigos. O modo campanha dura um pouco mais de uma hora.
Upgrades

Endurence é o modo de ação infinita onde você pode jogar durante horas até que sua nave seja destruída. Neste modo os inimigos são aleatórios e não há limite de tempo. Quanto mais tempo você sobreviver, maior será a sua pontuação.

Daily é um modo de jogo mais casual, equivalente a uma zona do modo campanha, com um limite de tempo definido e escudos a serem destruídos. As partidas no modo daily nos apresentam fatos curiosos relacionados àquela data que você está jogando.



Bezier possui um sistema de classificação global para cada modo de jogo e para cada zona do modo campanha. Além de comparar seus resultados com os de outros jogadores, você ainda pode compartilhar a sua pontuação pelo Twitter.

O Ministério da saúde adverte

Eu preciso adverti-lo: Jogar Bezier é altamente viciante, você não consegue parar de jogar até que sua nave seja destruída ou o jogo seja zerado. Toda a ação, a narrativa, os efeitos visuais e a trilha sonora podem te entreter por horas e a classificação global te instigará a alcançar o posto de primeiro lugar e defender sua posição.

Definitivamente, Bezier é um game pequeno que merece estar entre os gigantes.

Prós:

  • Ação frenética;
  • Trilha sonora envolvente;
  • Trama cativante.

Contras:

  • Modo campanha curto.
Bezier — PC — Nota: 9.0
Revisão: Érika Honda 
Capa: Douglas Marciano


Douglas Fubarion Marciano escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais