World of Warcraft: Legion (PC) fará Azeroth arder em chamas

A expansão mais aguardada traz novidades, fogo e muitas mudanças.

A Legião está de volta! A nova expansão de World of Warcraft que será lançada até o dia 21 de setembro conta com o retorno do maior inimigo de todos os tempos, mudanças radicais na jogabilidade e um estreito laço com um vilão legendário (e amado por todos os jogadores). Legion traz de volta lembranças de uma expansão adorada e aclamada por todos, valendo a pena adentrar um pouco nessa maravilhosa novidade que está por vir.

Legião Ardente: Origem

A história da Legião Ardente não é novidade para quem já passou algum tempo dentro de Azeroth. Ela é mencionada em muitas missões e é assunto ainda debatido nos chats e em canais de voz. A história inicia-se com Sargeras, um Titã bom que acabou sendo corrompido pelas forças malignas do Universo. Acreditando que, ao invés de salvar, ele precisava destruir tudo em seu caminho, ele criou um exército invencível de criaturas vis: a Legião Ardente. 
Sargeras
Muitos anos atrás na história original do jogo, na expansão Burning Crusade, a Legião foi introduzida juntamente com Illidan Tempesfúria, personagem notável que acabou se corrompendo pela magia vil da mesma, tornando-se o vilão amado e o último chefe de raide em Templo Negro, cuja frase “You are not prepared” (tradução: você não está preparado) se tornou bordão dos jogadores de uma maneira geral. 
Illidan Tempesfúria em Legion
Após Warlords of Draenor, a história começa quando Gul’dan, o orc bruxo, adentra no portal aberto por Archimonde na luta final de Cidadela do Fogo do Inferno e acaba indo parar nas Ilhas Partidas (fica em Azeroth, mas a localização exata ainda é um mistério), onde Maiev aprisionou Illidan junto dos seus Caçadores de Demônios. Na cinemática de Legion, Gul’dan aparece revivendo o corpo de Illidan (e aqui permanece o mistério: ele ressurgirá como herói ou vilão?) e abrindo um portal para a entrada da Legião em Azeroth. Assim, o mago Haddgar vai de encontro ao rei Varian Wrynn de Ventobravo (Aliança) para dar a notícia da invasão, onde começa a união das facções para derrotar as forças demoníacas invasoras.

As forças demoníacas da Legião Ardente marcham para Azeroth

O que há de novo

 Em Legion, o nível máximo será aumentado para 110. Em virtude disso, quem comprar a expansão terá o benefício de evoluir instantaneamente um personagem até o nível 100 (somente um por conta). Algumas masmorras e raides novas serão disponibilizadas (alguns dos chefes já foram testados no alpha). Além disso, teremos algumas novidades principais mais do que apreciadas:

Novo continente: Ilhas Partidas

Pouco se sabe sobre esse novo continente. Partes da história do mesmo foram liberadas no anúncio de Legion como, por exemplo, ter sido emergido por Gul’dan através do oceano na história original e ser este o lar da prisão em que se encontra Illidan Tempesfúria, bem como abrigar a tumba do Titã caído Sargeras.

Nova classe: Caçador de Demônios

Os Illidari eram discípulos de Illidan que compactuaram com a Legião e depois se voltaram contra a mesma, manipulando a magia vil contra ela. Alguns destes foram aprisionados juntamente com seu Senhor nas Ilhas Partidas, e agora retornam como uma nova classe, podendo o jogador escolher entre tank e DPS, com habilidades especiais.

Artefatos

Talvez uma das mais aguardadas novidades, os Artefatos serão armas poderosas específicas para cada especialização de cada classe. Eles irão possuir uma espécie de Árvore de Talentos possibilitando a melhoria das funções da classe nas batalhas. A arma artefato será buscada pelo jogador, sendo gradativamente melhorada no decorrer de missões, masmorras e campos de batalha.

Salões de Ordem de Classe

Esta novidade um tanto intrigante seguirá o modelo das Guarnições de Warlords of Draenor, mas será direcionada para cada classe do jogo, cada qual em locais específicos. No salão para a sua classe o jogador será o líder, terá missões especiais, locais para trabalhar o seu artefato e contará com a ajuda de campeões: um pequeno grupo de elite reunido para ajudá-lo em suas missões.

Novo sistema de PvP e honra

Teremos mudanças um tanto quanto profundas nessa área. Primeiro, a honra se transformará em uma barrinha que será preenchida de acordo com a evolução do personagem na especialização do PvP. Esta barrinha irá destravar os talentos PvP aos poucos. Em segundo lugar, os equipamentos na área do PvP serão diferenciados. Não importa com quais itens o jogador esteja, os seus atributos serão anulados e serão modificados de acordo com a classe e especialização do personagem. O nível do item influenciará um pouco quando você for entrar nos campos de batalha pois, para cada nível que o equipamento possuir, seus atributos pré-determinados no PvP serão incrementados em 0,1%. Mesmo com essas mudanças, a Blizzard ainda propõe aos  jogadores a possibilidade de ganharem itens que sejam exclusivos ao PvP, apostando no sistema de “caixinhas” obtidas ao final das batalhas. Ainda foi anunciado a possível retirada de itens específicos para PvP, despreocupando o jogador de ter que conseguir itens somente para jogar essa modalidade.

Nova calculadora de talentos PvP

Há muito tempo os jogadores esperam o retorno da história de Illidan, da Legião Ardente e de todo o conteúdo inicial de World of Warcraft. Abaixo podemos conferir um vídeo com uma prévia do que nos aguarda em setembro:
Legion já está disponível para compra nas versões Básica (R$ 129,00) e Deluxe (R$ 179,00). Esta última conta com adicionais de montarias e mascotes, além de brindes para outros jogos da Blizzard (Heroes of the Storm, Starcraft II e Diablo III).

Revisão: Érika Honda
Capa: Felipe Araújo

Morgana Silva escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais