Blast from Japan

E.X. Troopers (3DS/PS3) é um shooter estiloso que nunca saiu do Japão

Esse spin-off de Lost Planet tinha um visual inspirado em animes e era bem diferente da série de origem.


Lost Planet é uma série de jogos de tiro em 3ª pessoa da Capcom que se passa em um planeta gelado. A atmosfera é séria e tensa, pois está situada em um futuro fictício no qual os humanos estão em guerra com aliens que parecem insetos. Surpreendendo a todos, a desenvolvedora lançou em 2012 um spin-off da franquia chamado E.X. Troopers. O novo jogo para 3DS e PS3 abandonou praticamente todas as características de Lost Planet, tendo como resultado um jogo com trama juvenil e visual de anime. Mesmo com o sucesso, o título nunca foi lançado fora do Japão.

Um herói energético em um planeta gelado

E.X. Troopers ocorre no mesmo universo de Lost Planet. Isso significa que o jogador vai encontrar várias características da franquia, como os grandes robôs Vital Suit, a organização NEVEC e os monstros Akrid. Entretanto, fora isso, o jogo tem forte temática nos animes, com direito a trama de salvamento do mundo, uma escola militar e personagens curiosos e energéticos.


O protagonista é Bren Turner, um jovem cadete de cabelos cor de rosa. O rapaz é estudante da academia da organização NEVEC e tem como meta de vida ser o melhor piloto de Gingira Vital Suit. Para isso, ele decide ir para o planeta E.D.N. III, lar dos terríveis Akrid. Ao se aproximar do planeta, sua nave é atacada por um grupo misterioso, o que força uma aterrissagem complicada. Uma vez em E.D.N. III, Bren escolhe uma das três bases da NEVEC e passa a realizar missões para alcançar seu sonho. A trama é repleta de momentos exagerados e situações divertidas, como acontece em animes para adolescentes (shonen).

Os gráficos de E.X. Troopers utilizam a técnica cel shading, o que confere um visual bem anime ao título. Para reforçar esse elemento, as cenas não interativas são apresentadas como se fossem um mangá animado, com direito a onomatopeias e outros recursos. O jogo é visualmente impressionante no 3DS e é facilmente um dos títulos mais bonitos do portátil. No PS3, os gráficos apresentam maior resolução, mas muitos jogadores reclamaram da baixa complexidade de alguns objetos — aparentemente, o jogo foi desenvolvido para 3DS e depois portado para o PS3.


Atirando e esquivando

A jogabilidade de E.X Troopers é simples e tem uma pegada mais arcade. Os heróis realizam várias missões no planeta gelado e a ação é em terceira pessoa. Cada personagem pode equipar-se com até duas armas, que podem ser alternadas livremente durante as missões e têm munição infinita (mas existe tempo de recarga). Atirar é simples: basta apontar para um inimigo e pronto. A mira é inteligente e costuma focar nos pontos fracos dos oponentes. Uma grande variedade de armas está disponível aos heróis, o que inclui também alguns armamentos para golpes físicos e um ataque especial.


O mais interessante de E.X. Troopers é que ele não utiliza o tradicional sistema de cobertura (cover) de outros jogos do gênero. Para escapar de investidas inimigas, os personagens têm à disposição um jetpack. O acessório permite que os heróis executem manobras de esquiva no chão (nada de voar pelos ares aqui), o que torna a jogabilidade bem ágil e rápida. Só é preciso cuidado: o jetpack conta com uma barra de energia e utilizá-la de maneira correta é essencial para sobreviver.

Detonando na companhia de amigos

A variedade de tipos de missão em E.X. Troopers é grande. Em uma fase, os heróis devem alcançar um ponto específico do mapa; já em outra, o objetivo é coletar recursos espalhados no mapa; em uma terceira, é necessário derrotar grupos de monstros, com direito a um chefe no final. Em algumas situações, o jogador controla um dos grandes robôs VS. Fora das missões, é possível explorar a base da NEVEC escolhida anteriormente — é neste local que os protagonistas interagem com os NPCs, recebem missões opcionais e melhoram equipamentos.


Fora da campanha principal, existem várias missões paralelas nas quais é possível jogar com outras pessoas. Até três jogadores podem participar dessas fases, que têm dificuldade variável. No 3DS, o modo cooperativo só pode ser jogado localmente; já no PS3, um modo online também está disponível. Essas missões são ideais para conseguir materiais raros, dinheiro e até mesmo trajes alternativos para os personagens. Também é possível jogar estas fases sozinho: os companheiros são controlados pelo computador, por mais que os jogadores afirmem que eles mais atrapalham do que ajudam. Por fim, existem algumas missões competitivas.  

Aventura colorida presa no Japão

E.X. Troopers vendeu bem e recebeu críticas positivas, mas até hoje está restrito ao mercado nipônico. A Capcom afirma que nunca teve intenção de lançar o jogo no Ocidente e até deu algumas desculpas para a ausência de localização, como a necessidade de refazer boa parte dos gráficos do jogo. Em algumas entrevistas, funcionários da publicadora sugeriram que o título até poderia ser lançado fora do Ocidente caso houvesse demanda dos fãs.

No fim das contas, nada aconteceu e E.X. Troopers continua restrito ao Japão até hoje. Por ser um título focado na ação, até é possível jogar sem dominar a língua — como o PS3 não tem trava de região, basta importar o jogo. E vocês, gostariam de testá-lo?

Revisão: Robson Júnior
Farley Santos é brasiliense e gosta de explorar games obscuros e pouco conhecidos. Fã de Yoko Shimomura e Motoi Sakuraba, é apreciador de boardgames, game music, fotografia, livros e animes. Além de mostrar seus cliques no Flickr, tem também um blog onde escreve sobre inúmeros assuntos.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais