Jogamos

Análise: Planet Diver (PC/Mobile) é uma boa experiência arcade

Mergulhe em cavernas repletas de perigos nesse divertido título indie.


De vez em quando você quer jogar algo não muito complexo, perfeito para preencher aqueles pequenos intervalos sem nada para fazer. Planet Diver é um jogo indie para PC e celulares que oferece justamente esse tipo de experiência. O título tem mecânicas fáceis de entender e consegue ser bem divertido, mas depois de algumas  partidas a fórmula fica um pouco cansativa.

Mergulhando no espaço

Em Planet Diver controlamos uma garota que está em busca de adrenalina. Para isso, ela decide mergulhar em fossos de planetas vestida em uma wing suit intergalática. Como era de se esperar, essas cavernas estão repletas de perigos como monstros e obstáculos. Mas isso não é problema para nossa corajosa protagonista: quanto mais perigoso, melhor.


Todas as fases têm a forma de um corredor vertical e a garota está constantemente caindo. É possível alterar a posição horizontal da personagem e sua velocidade: uma investida faz ela cair mais rápido, enquanto abrir as asas da wing suit desacelera a queda. Sendo assim, a jogabilidade é toda centrada em desviar de obstáculos, derrotar inimigos e coletar itens. O mais interessante é que existem incentivos para ir rápido, pois os itens valem mais dinheiro de acordo com a velocidade — caia rápido para lucrar mais.

A aventura é dividida em missões. Cada estágio tem uma tarefa específica como sobreviver, derrotar um número de inimigos ou coletar determinada quantidade de dinheiro. Como é de costume, existem três níveis de missões — a recompensa e a classificação mudam de acordo com o desempenho. O dinheiro recebido pode ser utilizado para comprar extras como novas roupas, equipamentos que mudam levemente a jogabilidade e músicas. Desbloquear tudo exige muito esforço.


Diversão descomplicada

Jogar Planet Diver é bem divertido. O motivo disso é que os controles são simples e fáceis de dominar. É bem legal também mergulhar nas cavernas em alta velocidade desviando de obstáculos e inimigos. Algo estranho é que o controle da personagem não é completamente livre: ela se move como se estivesse trocando de faixa, mas bastam algumas partidas para se acostumar com isso. No início de cada estágio a garota conversa com seu companheiro robótico e esses diálogos são repletos de humor. Eu ficava ansioso para saber qual assunto aleatório os dois iriam discutir.


Tecnicamente, o jogo é bem simples. Os gráficos usam o estilo pixelart, mas não ficou muito bom: tudo é simplório, sem detalhes e muito parecido. Durante a aventura, a garota visita vários ambientes diferentes, mas no fim das contas todos são extremamente similares — somente as cores e alguns pequenos detalhes são alterados. Por conta disso, parece que estamos explorando os mesmos lugares sempre. Parece que a intenção dos desenvolvedores foi fazer um visual meio retrô, mas a sensação é de algo feito de qualquer jeito. Ao menos a trilha sonora é muito boa e tem várias faixas ótimas.

Os primeiros minutos de Planet Diver são bem legais, mas depois de algumas partidas é fácil perceber que o jogo não tem muita complexidade. O motivo disso são as missões  extremamente parecidas e que se repetem com frequência — prepare-se para matar muitos morcegos. Isso, aliado à pouca variedade de cenários e situações, faz com que o jogo se torne repetitivo e cansativo rapidamente. Existem recursos para tentar amenizar esta falha, como um modo arcade (com direito a placares online) e habilidades alternativas que alteram levemente a jogabilidade, mas não são suficientes para esconder a pouca profundidade.

Uma boa experiência arcade

Planet Diver é um título fácil de entender e jogar. É muito divertido descer em alta velocidade desviando de obstáculos e derrotando inimigos. A experiência é complementada pela quantidade significativa de conteúdo, diálogos bem humorados e ótima trilha sonora. O problema é que não há muita complexidade: os cenários são desinteressantes e a jogabilidade pode se tornar repetitiva rapidamente. Sendo assim, Planet Diver é recomendado para partidas curtas, rápidas e descompromissadas.

Prós

  • Jogabilidade simples e divertida;
  • Boa quantidade de conteúdo;
  • Ótima trilha sonora.

Contras

  • Visual desinteressante;
  • Estrutura de jogo pode se tornar repetitiva;
Planet Diver — PC/iOS/Android — Nota: 7.0
Versão utilizada na análise: PC
Revisão: Gabriel Verbena
Capa: João Gilberto Melo
Farley Santos é brasiliense e gosta de explorar games obscuros e pouco conhecidos. Fã de Yoko Shimomura e Motoi Sakuraba, é apreciador de boardgames, game music, fotografia, livros e animes. Além de mostrar seus cliques no Flickr, tem também um blog onde escreve sobre inúmeros assuntos.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais