World of Warcraft (PC) - uma história de sucesso sem data para acabar

Olá novatos no mundo de Warcraft, esse texto é para você!

Se você já é jogador, pode ler também, pois ninguém sabe realmente de tudo sobre um jogo, não é mesmo?

Conhecendo o mundo de Warcraft

Em primeiro lugar: onde você estava nos últimos 11 anos que ainda não jogou World of Warcraft? Ok, não podemos dizer que ele é o pioneiro em MMORPG, mas digamos que ele foi o garoto propaganda do estilo. Aqui no Brasil, jovens são os mais interessados no jogo, mas como um jogador com 8 anos de bagagem nas costas, joguei e jogo muito com os gringos e, acredite, a maioria é de pessoas acima de 30 anos. Para vocês terem uma ideia, o lider da minha guilda tem 69 anos. Já imaginou seu avô jogando? Pois é. Vamos ao que interessa: o mundo de Warcraft! 
A história de Azeroth - planeta fictício da série - começou muito antes de WOW, ainda no Warcraft, lançado em meados da década de 90. Depois disso, fizeram mais dois jogos da série e aí sim o primoroso WOW.  Como jogar? Primeiro você escolhe qual facção mais lhe agrada: a Aliança, composta por raças novas e antigas e que se enxergam como os "heróis" do mundo, os defensores de Azeroth. Não estão tão errados, mas como nem todo mundo é bonzinho, a Aliança escravizava uma certa raça considerada "inferior" a eles: os Orcs.
Um orc em especial decidiu acabar com a escravidão de uma vez por todas e deu início ao grande nemesis da Aliança, a Horda. A Horda é composta por raças conhecidas por seus traços "menos humanos", mas que considera a liberdade, a honra e o orgulho os principais elementos para manter o equilíbrio. 
Ok, ok... falei muito já e não cheguei nos finalmentes: as raças, as classes e as especializações! O jogo sofreu mudanças drásticas desde o Vanilla (carinhoso apelido do primeiro lançamento de WOW), aonde você poderia jogar até o level 60 e desvendar os segredos de Kalimdor e Reinos do Leste, através de masmorras e raides que explicam como o ódio entre Aliança e Horda chegou a tal ponto.

O início

Naquela época, a Aliança era composta pelos Humanos, Anões, Gnomos e Elfos Noturnos. A Horda por sua vez, contava com os Orcs, os Trolls, os Tauren e os Mortos Vivos. Depois que você escolhe sua facção e sua raça, é hora de escolher a sua classe: Guerreiro, Paladino, Ladino, Mago, Sacerdote, Bruxo, Caçador, Druida e Xamã. Cada raça tem mais aptidão para determinadas classes e algumas são exclusivas por raça. A principal diferença entre as facções no Vanilla, era que apenas a Aliança poderia ter Paladinos e apenas a Horda poderia ter Xamãs.

Burning Crusade - a fúria de Illidan

O tempo passou e a primeira expansão foi anunciada: The Burning Crusade! Level 70, novas raças (Draenei para a Aliança e Elfos Sangrentos para a Horda) e um novo mundo a ser explorado - Terralém. Os jogadores da Horda comemoravam, pois finalmente teriam uma raça para jogar de Paladino - os Elfos Sangrentos, assim como a Aliança teria seus Xamãs com os Draenei. Para fechar com chave de ouro, um dos inimigos mais icônicos da nova era dos games: Illidan Tempesfúria! E para derrotá-lo, você tinha que atravessar uma raide imensa - O Templo Negro - e enfrentar inimigos extremamente difíceis. Mas valia a pena, pois você poderia ser o feliz dono das Warglaives of Azzinoth, duas espadas com um brilho verde e que faziam qualquer jogador de WOW babar e desejar com todas as suas forças.
Ok, aqui foi quando realmente WOW explodiu de vez no mundo inteiro, comerciais de TV com artistas famosos dizendo que jogavam pipocavam lá fora, tatuagens com os símbolos das facções eram feitas... digamos que WOW virou a febre nessa época. Eis que a Blizzard fala "Vocês estão viciados? Então toma mais uma expansão fantástica e surtem de felicidade!". 

Lich King e o Flagelo

Wrath of the Lich King foi lançado, sendo um sucesso absoluto com suas inovações: nível 80, nova classe - Cavaleiro da Morte - e a possibilidade de começar o jogo com um personagem já no level 55, caso escolhesse ser um Cavaleiro da Morte. O vilão? Arthas Menethil, o antigo príncipe de Lordaeron nos Reinos do Leste, e que foi tomado pelo poder do elmo do Lich Rei e comandou o exército do flagelo contra as forças de Azeroth, sendo Aliança ou Horda. Eis que as facções são obrigadas a deixar - ainda que momentaneamente - suas diferenças de lado e combater o Lich Rei, que escodido na Cidadela da Coroa de Gelo no novo continente de Nortúndria, esperava por um verdadeiro desafio, enquanto Aliança e Horda perdiam grandes guerreiros para o flagelo, sendo agora escravos do Lich Rei. O tempo passou, os jogadores chegaram ao level 80, ficaram cheio de equipamentos super fortes... e não tinham mais o que fazer...

Cataclysm

Então Asa da Morte se liberta da prisão subterrânea onde foi preso por muitos anos e causa um verdadeiro Cataclisma no mundo. O mar virou deserto, o deserto virou mar, o mundo estava rachando... foi então que Thrall, Chefe Guerreiro da Horda e o mais respeitável Xamã vivo, deixa seu trono para unir os Telúricos - compostos por todas as raças - na esperança de tentar salvar o planeta de destruição que Asa da Morte trouxe. Os jogadores poderiam subir até o level 85 e a Aliança ganhou o apoio dos Worgen, enquanto a Horda recebeu os Goblins. Era hora de proteger Azeroth da destruição e mais uma vez as facções unem forças contra um mal muito maior. Depois de tantas mortes, destruição, situações de tirar o fôlego e sangue escorrendo pelo computador com tanta violência, a Blizzard lançou uma nova expansão.

Mists of Pandaria

Acidentalmente, Horda e Aliança descobrem um novo continente e uma raça nunca vista antes: os Pandaren. Eles simbolizam a busca pela paz e a harmonia e se recusam a jurtar-se a qualquer uma das facções, até descobrirem que uma força maléfica antiga do continente havia despertado. Sendo assim, os Pandaren que decidiram lutar, poderiam escolher a qual facção pertencer: Horda ou Aliança. Pela primeira vez em WOW, uma raça era compartilhada pelas duas facções. Além de chegar até o level 90, os jogadores agora poderiam escolher uma nova classe: Monge! Mists of Pandaria não foi ruim, não mesmo... bem longe disso. Mas muitos fãs antigos clamavam por algo mais, algo que remetesse as raízes de WOW... eis Warlords of Draenor, a última expansão lançada até o momento. 

Warlords of Draenor

WOD satisfaz - muito - os jogadores antigos de WOW, uma vez que a história principal se passa em Draenor, um mundo a parte e que se encontra em um passado, onde grandes líderes mortos estão de volta e em plena forma para lutar. A história de WOD é bem interessante: Garrosh Grito Infernal, substituto de Thrall como Chefe Guerreiro da Horda, cometeu crimes incontáveis, tanto contra a Aliança como contra a própria Horda. Sua ideia era devastar e saquear Pandaria, o que fez com que as duas facções unissem forças em um cerco a Orgrimmar - principal cidade da Horda - para capturar Garrosh. Ao final da batalha, os Pandaren exigem que Garrosh seja levado por eles para responder por seus crimes, uma vez que foram os mais prejudicados pelo mesmo. 

O que não esperavam é que Garrosh conseguisse fugir e, no processo, viajasse 30 anos no passado para alertar Grommash Grito Infernal, seu pai, de uma traição que sofreria do bruxo Gul'dan. Infelizmente, isso causou uma guerra de proporções catastróficas em Draenor e a então intitulada Horda de Ferro, decide criar um novo portal para invadir e conquistar Azeroth. Sua missão como jogador é muito maior agora: level 100 disponível, você se torna responsável pela criação de uma Guarnição que será a principal resitência do povo de Azeroth dentro de Draenor e tentar conseguir aliados para impedir que a Horda de Ferro, com a secreta participação Legião Ardente, consiga dominar novamente Draenor e invadir Azeroth.

Podemos dizer que com WOD, World of Warcraft acertou em cheio, agradando velhos e novos jogadores, criando várias possibilidades e trazendo histórias interessantes e abrangentes, que fazem você querer fazer todas as missões de Draenor para compreender tudo que se passa. 

Legion e a expectativa

Para finalizar, deixo para vocês o trailer de Legião, a nova expansão que será lançada em breve. O vilão? Illidan Tempesfúria está de volta, e os jogadores poderão jogar com uma nova classe, a qual Illidan pertence: Caçador de Demônios. 
Pelo visto, a história de World of Warcraft ainda está muito longe de acabar. E você que nunca jogou? Vai dar uma chance? Seja pela Aliança ou pela Horda, venha conhecer esse fantástico mundo de fantasia e sinta o que milhões de jogadores ao redor do mundo sentem ao experimentar o gostinho de World of Warcraft. Lok'tar Ogar, camarada!
Rodrigo Casagrande escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais