Jogatina de FDS #04: o que estamos jogando

Confira o que a equipe GameBlast está jogando nesse final de semana.

Enfim, o fim de semana! Hora de descansar, recuperar as energias e, o mais importante, decidir o que jogar!

Lucas Pinheiro Silva

Esse final de semana será, ao mesmo tempo, carinhoso e perturbador. Estarei jogando Dropsy (PC), point-and-click adventure lançado recentemente em que o jogador controla um palhaço que deve abraçar o máximo de pessoas possíveis. É uma premissa fofinha por ter abraços, exceto pelo fato de palhaços serem as criaturas mais bizarras de face da Terra — e Dropsy não é exatamente o mais bonito artista circense da história.

Além disso, continuarei minha saga em Dungeon of the Endless, em meu iPad. Nunca fui muito fã de tower defenses, mas sou aficionado por roguelikes e a forma como esse título mistura os dois gêneros é fenomenal. Prova de que qualquer game pode ficar melhor com uma pitada de roguelike.

Por fim, acabei me viciando em The Tower of Archeos, um joguinho gratuito que cheguei a recomendar no Jogos gratuitos recomendados da semana #07. Ainda bem que não fizeram uma versão para smartphones, senão eu perderia minha vida nisso.

Flávio Augusto Priori

Continuando o que eu venho fazendo desde o dia primeiro de setembro, continuarei a minha saga em Metal Gear Solid V: The Phantom Pain (Multi). Já foram mais de 60 horas e ainda acho que falta bastante para terminar a campanha principal. Gastei muito tempo fazendo missões paralelas, só para deixar registrado.

Mas, como não quero que meu PS3 frite de tanto funcionar, enquanto ele estiver descansando irei jogar Grim Fandango, no PC. Embora já conhecesse o título desde seu lançamento, só agora tive a oportunidade de jogá-lo. Ele vem fazendo jus à toda fama que carrega. A narrativa do game é fantástica, um belo texto que salta entre profundas reflexões para tiradas engraçadas com uma facilidade única.

Para fechar, estou começando a me aventurar pelo primeiro Dark Souls, também no PC. Vai ser teste pra cardíaco.

Jean Bohlen

Este final de semana irei jogar com a minha namorada Ori and the Blind Forest (PC). É um jogo de plataforma, nosso gênero preferido, tem uma trilha sonora meio triste, que me agrada muito mas não tanto a minha namorada. O level design é muito bem construído e, através de novas habilidades adquiridas ao longo do jogo, podemos acessar áreas até então inalcançáveis. Como todo bom jogo de plataforma dos anos 90, não tem multiplayer. A regra é “quem morrer passa o controle”. Temos fases que desafiam nossas habilidades ao máximo, garantindo ótimas risadas.

Farley Santos

Nesse fim de semana, continuarei minha aventura em Tales of Xillia (PS3). Estou avançando bem na trama e já consigo fazer mil combos incríveis nos combates — é uma festa de luzes e explosões o tempo todo, bem recompensador. Acho curioso que muita gente critica a história desse jogo (e dos Tales no geral), mas estou gostando. Claro, não é muito elaborada e não foge do clichê "anime cheio de personagens diferentes que se juntam para salvar o mundo", contudo, é divertida.

Fora isso, vou conferir Plague of Shadows, a expansão de Shovel Knight (Multi). Parece que a jogabilidade mudou significativamente. Vai ser interessante revisitar esse universo depois de tanto tempo e sob nova perspectiva.

Pedro Vicente

Minha ideia é continuar jogando Destiny: The Taken King (Multi), mas, como meu serviço de internet tem falhado de maneira contundente na última semana, se for o caso de ficar offline, irei desbloquear os últimos personagens em One Piece: Pirate Warriors 3 (Multi) ou finalmente seguir um pouco com o Final Fantasy Type-0 (Multi), o que é até algo que eu já havia dito aqui outra semana que iria fazer, mas não fiz.

Vinicius Eleno

Vou me preparar nesse final de semana para retornar ao mundo devastado de Mad Max (Multi). São tantas fortalezas para liberar e carros para combater ao ponto de muitas vezes me sentir perdido quanto ao que devo fazer nas diversas regiões do vasto deserto em volta da Vila Gasolina. Quero alternar algum tempo no PS4 para testar as novidades que a Bungie implementou em Destiny: The Taken King (Multi). Também vou tentar começar o promissor indie de construção de cidades misturado com card game Concrete Jungle (PC). Isso se eu conseguir encontrar algum tempo livre entre shows do Rock in Rio e a Night of Champions da WWE.

Fabio Oliveira

Esse fim de semana será movimentando. Terei que jogar o divertido Extreme Exorcist (Multi) e o point-and-click The Book of Unwritten Tales 2 (Multi), para fazer análises. Se sobrar um tempinho, vou conferir como ficou a Lara em Tomb Raider: Definitive Edition (Multi), continuar matando Locusts em Gears of War: Ultimate Edition (XBO) e tomar importantes decisões juvenis no terceiro capítulo de Life is Strange (Multi).

Alberto Canen

Sábado eu voltarei, mais uma vez, para a minha cidade em Animal Crossing: New Leaf (3DS), já que tem evento de caça aos insetos. O Bug-Off ocorre no terceiro sábado dos meses de junho, julho, agosto e setembro, então é a última oportunidade este ano e pretendo bater meu recorde no valor do inseto entregue ao Nat — o camaleão que avalia de acordo com o tamanho e raridade do inseto recebido. O próximo evento será dia 28 deste mês, então anotem nas agendas caso não queiram perder e acompanhem pelo nosso guia de eventos, que ajuda bastante.

E você, querido leitor, o que está jogando?
Lucas Pinheiro Silva é analista de sistemas web por profissão, gamer por vocação. Tem grande interesse em game e level design, o que o levou a escrever para o GameBlast. Em seu Facebook e Twitter também fala de outras coisas, como HQs, música e literatura.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais