Jogamos

Análise: Q.U.B.E (Multi): uma boa pedida para quem gosta de desafios

Quem não conhecem Q.U.B.E. mas adora Portal, saiba que aqui pode encontrar uma excelente alternativa.


Quem gosta de puzzle games sabe que, vez ou outra, passará por perrengues em que ficará preso em determinada parte. Precisará analisar o ambiente como um todo e planejar uma jogada mais elaborada para superar um desafio proposto, podendo até se frustrar ao empacar em determinadas partes do jogo.

Mas, desenvolvido pela Toxic Games, Q.U.B.E se destaca por ser um jogo agradável, com puzzles que não são bobos e nem absurdamente difíceis. Além da dificuldade na medida certa, a criatividade dos desafios também é um ponto a se destacar.


Pouca história, muito desafio

O jogo incia sem nenhum elemento do enredo, com o personagem acordando em um lugar que parece estranho para ele. Conforme vai avançando, ele passa a receber mensagens de voz pelo rádio do seu equipamento de astronauta. Há duas personalidades que conversam com o jogador: uma feminina, informando que o personagem está dentro de um cubo misterioso e gigantesco que precisa ser destruído antes que alcance a Terra e destrua tudo nela, e outra, masculina, que diz que é tudo mentira. No decorrer do jogo, a feminina lê mensagens que o próprio personagem deixou para si mesmo, já a masculina sempre tenta alertar o personagem, dizendo que ele está sendo usado para outros fins.


É uma história confusa, e mal desenvolvida, sendo um pouco melhor aprofundada já na terça parte final da campanha. Talvez porque a história foi inserida apenas na versão Director´s Cut do jogo. Um ponto que atrapalha no entendimento da história é o fato do jogo não ter legendas, nem mesmo em inglês. Obrigando o jogador a ter alto conhecimento do idioma inglês.

Gameplay baseado no jogo Portal

Assim como Portal (Multi), as solução dos puzzles é o objetivo principal do game, e outra similaridade é a sua ambientação (salas brancas e limpas), assim como uma história com um protagonista mudo. E, é claro, o fato de ser um puzzle em primeira pessoa com uma série de etapas que lembram muito os testes de GLaDOS. Mas, para solucionar os puzzles não é utilizada nenhuma arma de portal, pelo contrário, você usa luvas que interagem com os blocos de diferentes maneiras.


Com isso, a mecânica dos puzzles é totalmente original. Não se tratando de uma cópia propriamente dita, e sim, prestando várias homenagens ao jogo da Valve, com direito até ao maldito incinerador.

Puzzles criativos e na medida certa

Usando os botões ZL e ZR, o jogador ergue ou abaixa os blocos. Cada bloco possui uma cor que provoca um comportamento diferente - os blocos vermelhos, por exemplo, são os mais simples, podendo ser erguidos em até três níveis. Já os amarelos possuem também três opções, mas você escolhe qual deles erguer e eles ficam em formato de escada. O bloco azul é um trampolim. E assim por diante. Todos eles devem permitir que você consiga alcançar a saída, esteja ela em uma região alta ou trancada.



Os puzzles vão ficando cada vez mais difíceis e são divertidos de serem completados. Conforme o jogador avança, novos elementos são adicionados aos puzzles. A utilização das cores é bem inteligente, tendo o jogador que entender um pouco da formação de cores secundárias para resolver alguns desafios. Também são adicionados imãs, inserindo a física como um novo desafio no game. Ao finalizar o jogo o modo time trial é habilitado, tornando o fator replay mais atraente.

Alguns puzzles exigem agilidade do jogador para acionar diversos botões rapidamente. E isso pode aborrecer um pouco aqueles que estiverem utilizando joysticks, pois controlar o analógico pode não ser tão preciso como o controle de um mouse.


Q.U.B.E. é definitivamente um bom jogo para quem gosto do estilo. As semelhanças com a saga Portal são óbvias de constatar, mas este título traz elementos originais que o diferenciam de qualquer puzzle game. Os puzzles são extremamente viciantes e inteligentes, deixando o jogador sempre com o gostinho de quero mais.

Prós
  • Bela homenagem ao jogo Portal
  • Puzzles inovadores e divertidos
  • Modo Time Trial mantém a vontade de jogar
Contras
  • História rasa e mal desenvolvida
  • Faltam legendas

Q.U.B.E -- Multi -- Nota 9.0
Versão utilizada: Wii U

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Ruan Soares
Ruan Fernandes conheceu os videogames muito cedo e logo se apaixonou, paixão esta que o levou a montar uma locadora de games, formar-se em Informática na FATEC, desenvolver alguns jogos e escrever para o GameBlast. Atualmente pode ser encontrado no Facebook ou surrando outros Players em partidas online de Mario Kart a Mortal Kombat.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais